7 C
Bruxelas
Sábado fevereiro 24, 2024
InternacionaisA Igreja Católica Romana não permite que os maçons recebam a comunhão

A Igreja Católica Romana não permite que os maçons recebam a comunhão

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Gastão de Persigny
Gastão de Persigny
Gaston de Persigny - Repórter da The European Times News

O Vaticano confirmou a proibição de católicos romanos serem membros de lojas maçônicas. A declaração surge em resposta a uma pergunta do bispo católico romano filipino, que procura aconselhamento sobre como lidar com o número crescente dos seus paroquianos que são membros de lojas maçónicas.

Na sua resposta de 13 de Novembro, o Vaticano respondeu que os cristãos católicos romanos, leigos e clérigos, estão proibidos de serem membros de lojas maçónicas. Refere-se à última decisão oficial de 1983, assinada pelo então Cardeal Joseph Ratzinger (e finalmente pelo Papa Bento XVI de 2005 a 2013), que dizia que os maçons católicos romanos estavam “em estado de pecado grave” e, portanto, não podiam receber a comunhão. . A razão é que os princípios da Maçonaria são “inconsistentes com o ensino da Igreja” e com as suas “práticas e rituais”.

Nas Filipinas, a Maçonaria entre os cristãos católicos romanos está se tornando moda. Os maçons cristãos auxiliam os sacerdotes na administração da comunhão, e vários membros de alto escalão do sínodo local também são membros de uma loja maçônica.

O Vaticano aconselha os bispos filipinos a “realizarem uma catequese acessível à população sobre as causas da incompatibilidade entre a fé católica e a maçonaria” em todas as paróquias. Eles também deveriam considerar uma declaração pública sobre o assunto, afirma a carta, assinada pelo Prefeito da Fé, Victor Fernandez, e referendada pelo Papa Francisco.

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -