11.4 C
Bruxelas
Domingo abril 14, 2024
EconomiaA Rússia se recusa a importar bananas do Equador por causa de um acordo de armas...

Rússia se recusa a importar bananas do Equador por causa de um acordo de armas com os EUA

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Começou a comprar a fruta da Índia e vai aumentar as importações de lá

A Rússia começou a comprar bananas à Índia e vai aumentar as importações daquele país, informou o Serviço Russo de Controlo Veterinário e Fitossanitário Rosselhoznadzor, citado pela Reuters. A decisão surge depois de Moscovo ter abandonado o seu maior importador, o Equador, devido à sua decisão de trocar o seu antigo equipamento militar soviético por novas armas dos EUA.

O primeiro carregamento de bananas da Índia foi transportado para a Rússia em Janeiro, e o primeiro está previsto para o final de Fevereiro, disse Rosselhoznadzor, acrescentando que “o volume da quantidade de fruta da Índia para a Rússia aumentará”.

Na semana passada, o Serviço de Controlo Veterinário e Fitossanitário da Rússia cancelou as importações de bananas de cinco empresas equatorianas, alegando ter encontrado pesticidas nos seus produtos.

A mídia no Equador informou ontem que, de acordo com a Agência de Segurança Alimentar do país, apenas 0.3% das remessas de frutas para a Rússia continham pragas que não representavam perigo.

A negação dos carregamentos de bananas ocorreu depois de Moscovo ter denunciado um acordo segundo o qual o Equador entregaria equipamento militar soviético aos Estados Unidos em troca de 200 milhões de dólares em novo equipamento militar americano.

Os Estados Unidos anunciaram que as armas do Equador ajudarão a Ucrânia no campo de batalha contra a Rússia.

As relações comerciais entre Deli e Moscovo têm-se aprofundado desde 2022, quando os países da Europa Ocidental impuseram sanções à Rússia devido à invasão da Ucrânia, forçando o Kremlin a reforçar os laços com a China, a Índia e outros países da Europa não ocidental, observa a Reuters.

Foto ilustrativa de Arminas Raudys: https://www.pexels.com/photo/banana-tree-802783/

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -