11.4 C
Bruxelas
Domingo abril 14, 2024
CulturaLeilão de relógio derretido pelo bombardeio nuclear de Hiroshima

Leilão de relógio derretido pelo bombardeio nuclear de Hiroshima

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Um relógio que foi derretido durante o bombardeio atômico de Hiroshima em 6 de agosto de 1945 foi vendido por mais de US$ 31,000 mil em leilão, informou a Associated Press.

Suas flechas pararam no momento da detonação da bomba atômica sobre a cidade japonesa – às 8h15, horário local, segundo os organizadores do leilão da casa de leilões RR Auction, de Boston. Foi comprado por US$ 31,113 por um cliente que preferiu permanecer anônimo.

O relógio foi descoberto entre os escombros após o ataque a Hiroshima por um soldado britânico em uma missão para garantir suprimentos de emergência e avaliar as necessidades de reconstrução da cidade, disseram os organizadores do leilão.

O lote foi oferecido em leilão junto com outros itens historicamente significativos. Entre eles estava um cheque assinado por George Washington – um dos dois únicos cheques conhecidos assinados por ele como Presidente dos Estados Unidos já oferecidos em leilão. Foi vendido por US$ 135,472. Um exemplar do Pequeno Livro Vermelho assinado por Mao Zedong foi vendido por US$ 250,000 mil.

Foto ilustrativa de Armin Forster: https://www.pexels.com/photo/the-ruin-of-hiroshima-prefectural-industrial-promotion-hall-in-hiroshima-japan-6489033/

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -