9.2 C
Bruxelas
Terça-feira, abril 23, 2024
Escolha dos editoresLiberdade religiosa e igualdade na União Europeia: caminhos pouco claros a seguir

Liberdade religiosa e igualdade na União Europeia: caminhos pouco claros a seguir

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Gastão de Persigny
Gastão de Persigny
Gaston de Persigny - Repórter da The European Times Novidades

Madrid. Santiago Cañamares Arribas, Professor de Direito Eclesiástico da Universidade Complutense de Madri, apresentou uma análise instigante sobre a liberdade religiosa e a igualdade na União Europeia no recente seminário itinerante organizado pela Associação de Professores de Direito Eclesiástico.

Nesta recente palestra Prof. Cañamares Arribas, um ilustre estudioso no campo da liberdade religiosa, compartilhou seus profundos insights sobre a intrincada relação entre a religião e o quadro jurídico do União Européia. O evento, que marca um momento significativo na convergência académica e pessoal das universidades de Madrid e não só, destacou a dinâmica em evolução da liberdade religiosa dentro da UE.

Prof. Cañamares Arribas iniciou o seu discurso expressando gratidão à associação por reavivar a tradição de seminários tão significativos, uma prática outrora comum quando fazia parte do Departamento de Direito Eclesiástico.

O ponto crucial da apresentação do Prof. Cañamares Arribas girou em torno de sua recente pesquisa e publicação sobre o papel da religião na União Europeia, um tema que tem ocupado suas atividades acadêmicas durante anos. Apontou um paradoxo na abordagem da UE à liberdade e igualdade religiosas. “Embora o legislador da UE demonstre um compromisso com a liberdade religiosa e a igualdade através de normas específicas e exceções por razões religiosas, este compromisso não parece estar refletido nas decisões do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE),Ele observou.

O Prof. Cañamares Arribas analisou criticamente o A interpretação restritiva do TJUE sobre a liberdade religiosa, contrastando-o com as licenças mais amplas previstas na legislação da UE. Ele citou o recente “Comuna de Ans” como um excelente exemplo, onde a questão de um tribunal belga levou a uma decisão que provocou mais debate sobre a posição da UE em relação aos símbolos religiosos em ambientes de emprego.

O seminário abordou duas questões importantes não resolvidas no direito da UE: a distinção (ou falta dela) entre religião e convicções pessoais como objetos de proteção, e a autonomia dos Estados-Membros na definição da sua relação com as confissões religiosas. O Prof. Cañamares Arribas destacou o foco económico fundamental da UE, mas enfatizou a importância de não negligenciar as dimensões sociais e pessoais, incluindo a liberdade religiosa e a igualdade.

Além disso, o Prof. Cañamares Arribas criticou o potencial endosso do laicismo pela UE, questionando se este se alinha com os direitos e valores fundamentais que a União pretende defender. Ele fez referência ao “Refah Partisi v. Turquia”Caso do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos para ilustrar os potenciais conflitos entre certos modelos de relações Estado-religião e a proteção dos direitos fundamentais.

O Prof. Cañamares Arribas apelou a uma compreensão e aplicação mais matizadas da liberdade religiosa e da igualdade na UE. Sugeriu que, através da aprendizagem mútua entre o TJUE e o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, bem como das contribuições dos Advogados-Gerais, há espaço para otimismo e melhorias na forma como a UE navega no complexo terreno da religião e do direito.

O seminário não só proporcionou uma plataforma para debate académico, mas também lançou luz sobre os desafios e oportunidades atuais para melhorar a liberdade religiosa e a igualdade na União Europeia. À medida que a UE continua a evoluir, os conhecimentos partilhados pelo Prof. Santiago Cañamares Arribas contribuirão, sem dúvida, para um debate mais amplo sobre a melhor forma de equilibrar estes direitos fundamentais no seu quadro jurídico.

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -