17 C
Bruxelas
Tuesday, June 18, 2024
LivrosA Europol desmantelou uma gangue internacional de ladrões de antiquários valiosos...

A Europol desmantelou uma gangue internacional de ladrões de livros valiosos de antiquários

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

A Europol anunciou em Haia que um bando de ladrões experientes de livros valiosos de antiquários tinha sido arrombado, informou a DPA.

Nove georgianos foram detidos durante ações na Geórgia, Letónia, Estónia, Lituânia e França, anunciou a agência de aplicação da lei da União Europeia.

A gangue foi responsável pelo roubo de pelo menos 170 livros, causando cerca de 2.5 milhões de euros (2.7 milhões de dólares) em danos e “perda imensurável de legado para a sociedade”, disse a Europol.

Alguns dos livros foram leiloados em São Petersburgo e Moscovo, “tornando-os virtualmente irrecuperáveis”, acrescentou a agência de aplicação da lei da UE.

Os ladrões se concentraram em livros raros de autores russos, como as primeiras edições de Pushkin e Gogol.

Cerca de 100 agentes foram destacados para a Geórgia e a Letónia, pesquisando 27 locais. Eles apreenderam 150 livros para verificar sua procedência.

Ao descrever o modus operandi do gangue, a Europol disse que os ladrões visitaram bibliotecas pedindo para ver os livros antiquários, depois fotografaram-nos e mediram-nos cuidadosamente.

Semanas ou até meses depois, eles retornam com um pedido semelhante, desta vez para trocar cópias meticulosamente elaboradas pelos livros de antiquário.

Os especialistas descobriram que as cópias eram de qualidade excepcional.

Em outros casos, eles simplesmente invadem para roubar os livros que retiraram no passado.

A investigação internacional começou depois de um pedido de informações da França ter levado outros países a denunciar livros roubados.

Foto ilustrativa de Suzy Hazelwood: https://www.pexels.com/photo/stacked-books-1333742/

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -