18.9 C
Bruxelas
Domingo, junho 16, 2024
ReligiãoCristianismoO Patriarca Ecumênico Bartolomeu participará da cúpula na Suíça

O Patriarca Ecumênico Bartolomeu participará da cúpula na Suíça

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

O Patriarca Ecuménico Bartolomeu participará na cimeira, que se realizará na Suíça nos dias 15 e 16 de junho e será dedicada à guerra na Ucrânia. Chefes e representantes de vários países ao redor do mundo participarão do encontro internacional, que será realizado em Lucerna. O objetivo do fórum é “criar um entendimento comum” sobre como alcançar uma “paz abrangente, justa e duradoura para a Ucrânia, de acordo com o direito internacional e a Carta da ONU”, afirmou o governo suíço num comunicado.

O Patriarca Bartolomeu recebeu um convite oficial do Presidente da Suíça, que lhe foi entregue pelo chefe do Consulado Geral da Suíça na cidade, Roland Bruhn, na presença do embaixador ucraniano. O Patriarca também manteve uma conversa telefónica com o Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, confirmando o apoio incondicional do Patriarcado Ecuménico ao povo ucraniano devastado pela guerra. Por sua vez, o Presidente da Ucrânia agradeceu calorosamente a Sua Santidade pela sua decisão de participar na Conferência Internacional e pelo seu apoio geral à Ucrânia.

Entre os temas a serem discutidos na cimeira está uma proposta de um grupo de mulheres russas e ucranianas para uma troca de prisioneiros de guerra “todos por todos”. A iniciativa das mulheres também foi apoiada pelo Patriarca Ecuménico Bartolomeu, que disse após a liturgia da Páscoa: “Rezamos pelos nossos irmãos e irmãs que enfrentam dificuldades e tristezas, ansiando pela paz no Médio Oriente devastado pela guerra e na sofrida Ucrânia, procurando a reconciliação , justiça e solidariedade como base No mesmo espírito, apoiamos a iniciativa “Nossa Saída”, defendendo a troca de prisioneiros de guerra entre a Rússia e a Ucrânia, especialmente por ocasião da Santa Páscoa, ligando a ideia de “paz de acima” para “paz no universo”. seria uma expressão muito concreta do poder da Ressurreição”.

Ilustração: Ícone da Parábola do Bom Samaritano.

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -