18.7 C
Bruxelas
Sábado, julho 13, 2024
NotíciasA busca de alta tecnologia pelo parceiro de uma fábrica solitária

A busca de alta tecnologia pelo parceiro de uma fábrica solitária

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Central de notícias
Central de notíciashttps://europeantimes.news
The European Times Notícias visa cobrir notícias importantes para aumentar a conscientização dos cidadãos em toda a Europa geográfica.

A inteligência artificial está sendo empregada na busca por uma parceira feminina para uma espécie de planta masculina criticamente ameaçada que antecede os dinossauros.

Uma das hastes originais de Encephalartos woodii no Jardim Botânico de Durban, África do Sul. Crédito da imagem: Purves, M. via wikipedia.org, CC BY-SA 3.0

Um projecto de investigação liderado pela Universidade de Southampton está a vasculhar milhares de hectares de floresta na África do Sul, onde o único 'Encephalartos woodii' conhecido - ou E. woodii – foi encontrado, em uma tentativa de encontrar uma mulher.

E se a caça não compensar, os pesquisadores também estão explorando se conseguem mudar o sexo da planta para criar uma versão feminina.

O único conhecido E. woodii foi descoberto na Floresta Ngoye, na África do Sul, em 1895. Foi transferido vários anos depois para ser guardado em segurança, com amostras enviadas para jardins botânicos – incluindo Kew em Londres – onde ainda é propagado e cultivado hoje.

Mas com apenas um macho encontrado, todas as amostras propagadas subsequentes são clones masculinos, de modo que a planta não pode se reproduzir naturalmente. A Floresta Ngoye, até agora, nunca foi totalmente explorada para determinar se uma fêmea poderia existir.

Caça com drones

Dra Laura Cinti, pesquisador da Winchester School of Art da Universidade de Southampton, está liderando o primeiro projeto que usa drones e IA para procurar uma mulher E. woodii. Ela disse: “Esta planta está, até onde sabemos, extinta na natureza. Fiquei muito inspirado pela história do E. woodii, reflete uma história clássica de amor não correspondido. Tenho esperança de que haja uma mulher por aí em algum lugar, afinal deve ter havido uma vez. Seria incrível trazer esta planta tão perto da extinção através da reprodução natural.”

A Dra. Cinti está colaborando com o Dr. Howard Boland, um especialista em tecnologia criativa que trabalha com IA, e a Dra. Debbie Jewitt, uma cientista conservacionista e piloto de drones baseada na África do Sul.

Os voos iniciais de drones em 2022 capturaram dezenas de milhares de imagens e usaram um sensor multiespectral para capturar características além do que pode ser visto do alto a olho nu – como distinguir se as plantas estão vivas ou mortas e identificar espécies.

Mas sem E. woodii ainda encontrado, a imagem do drone está em andamento – agora com o poder da IA. Eles cobriram 195 acres da Floresta Ngoye até agora – e há 10,000 acres no total.

“Com a IA, estamos usando um algoritmo de reconhecimento de imagem para reconhecer as plantas pela forma”, explicou o Dr. Cinti. “Geramos imagens de plantas e as colocamos em diferentes ambientes ecológicos, para treinar o modelo para reconhecê-las.”

O Dr. Cinti também está trabalhando em um novo projeto de parceria que investiga se é possível mudar o sexo do E. woodii usando manipulação química ou fisiológica e, em seguida, gerar plantas vegetativas a partir desse material.

Ela disse: “Houve relatos de mudança de sexo em outras espécies de cicadáceas devido a mudanças ambientais repentinas, como a temperatura, por isso temos esperança de poder induzir a mudança de sexo no E. woodii também."

A história do E. woodii

O Encephalartos woodii é um tipo de planta conhecida como cicadácea. As cicadáceas são as plantas com sementes mais antigas que sobreviveram, datando de mais de 300 milhões de anos e sobrevivendo a múltiplas extinções em massa e mudanças ambientais.

Eles são dióicos, o que significa que são machos ou fêmeas, e produzem cones dos quais o pólen é transportado por insetos para reprodução.

Apesar da sua longevidade, são hoje os organismos mais ameaçados do nosso planeta, e o Encephalartos woodii é o mais raro de todos.

Cinti disse: “As cicadáceas são vendidas no mercado negro por centenas de milhares de libras e são mantidas em gaiolas em jardins botânicos devido ao risco de roubo”.

Mais informações estão disponíveis no site site do projeto.

Fonte: Universidade de Southampton

Link Fonte

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -