13.4 C
Bruxelas
Monday, May 20, 2024
InstituiçõesNações UnidasATUALIZANDO AO VIVO: Chefe da agência de ajuda humanitária à Palestina devido ao breve Conselho de Segurança...

ATUALIZANDO AO VIVO: Chefe da agência de ajuda humanitária à Palestina devido ao breve Conselho de Segurança sobre a crise de Gaza

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Notícias das Nações Unidas
Notícias das Nações Unidashttps://www.un.org
Notícias das Nações Unidas - Histórias criadas pelos serviços de notícias das Nações Unidas.

1:40 – Philippe Lazzarini disse que a agência está a enfrentar uma “campanha deliberada e concertada” para minar as suas operações num momento em que os seus serviços cruciais – prestados por mais de 12,000 funcionários, na sua maioria locais em Gaza – são mais necessários.

Até agora, cerca de 178 UNRWA funcionários que trabalhavam em Gaza foram mortos desde que o bombardeamento e a campanha militar de Israel começaram em Outubro passado.

Em Janeiro, o Governo israelita apresentou à ONU informações acusando 12 funcionários da UNRWA de participarem nos ataques terroristas de 7 de Outubro, mas ainda não forneceu essas provas à organização. A UNRWA, no entanto, nãorescindiram seu emprego e iniciaram uma investigação interna.

O chefe da ONU também criou um revisão independente supervisionada por um ex-ministro das Relações Exteriores francês Catherine Colonna, que deverá apresentar relatório no final desta semana.

Crise de financiamento

Cerca de 16 países liderados pelos Estados Unidos anunciaram um congelamento do financiamento para a UNRWA – ou suspensão de financiamento futuro – em resposta às alegações de conluio, mas alguns desses países inverteram desde então o rumo e retomaram o financiamento.

Lazzarini escreveu à Assembleia Geral, que confere à UNRWA o seu mandato, e mais tarde informou os Estados-Membros em Março, afirmando que a agência estava num “ponto de ruptura” em toda a região e sob séria ameaça de paralisação. 

O anúncio de Israel, no final de Março, de que não aprovaria mais quaisquer comboios de alimentos da UNRWA para o norte de Gaza significou que o tempo está a avançar “mais rápido em direcção à fome”, disse ele no X, antigo Twitter.

 

A diplomacia continua em Nova York

Embaixadores reuniram-se pela última vez sobre a crise humanitária em Gaza no 5 de abril quando ouviram altos funcionários humanitários da ONU fazerem um apelo ao Conselho de Segurança para que ajudasse a pôr fim à carnificina seis meses depois do início do conflito.

A missão maltesa que detém a presidência durante o mês de Abril disse, num post no X, que na próxima sexta-feira haverá votação de um projecto de resolução apresentado pela Argélia. 

O projecto centra-se no impulso diplomático de alguns países para admitir a Palestina como Estado-Membro de pleno direito da ONU, na sequência da crise no Médio Oriente.  

Embora um comité especial sobre a adesão à ONU não tenha apresentado uma recomendação conclusiva esta semana, o projecto da Argélia recomenda à Assembleia Geral que o Estado da Palestina “seja admitido como membro das Nações Unidas”.

Aqui está um lembrete do DESTAQUES da reunião do Conselho de 25 de março que aprovou uma resolução exigindo um cessar-fogo imediato durante o Ramadã:

  • ONU Conselho de Segurança adota uma resolução apresentada pelos seus 10 membros não permanentes (E-10) exigindo um cessar-fogo em Gaza durante o Ramadã, por 14 votos a favor, nenhum contra, com uma abstenção (Estados Unidos)
  • A Resolução 2728 também apela à libertação imediata dos reféns e à garantia do acesso humanitário a Gaza
  • O Conselho rejeitou uma alteração proposta pela Rússia que apelaria a um cessar-fogo permanente
  • A embaixadora dos EUA disse que a sua delegação “apoia totalmente” os objectivos críticos do projecto
  • Embaixador da Argélia diz que cessar-fogo porá fim ao “banho de sangue”
  • “Este deve ser um ponto de viragem”, diz o embaixador do Estado observador da Palestina
  • A falta de condenação do Hamas no projeto é “uma vergonha”, diz o embaixador de Israel

Para resumos das reuniões da ONU, visite nossos colegas na Cobertura de Reuniões da ONU em Inglês e Francês

Link Fonte

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -