10.7 C
Bruxelas
Terça-feira, maio 28, 2024
Escolha dos editoresUE avança rumo a mares mais limpos: medidas mais rigorosas para combater a poluição marítima

UE avança rumo a mares mais limpos: medidas mais rigorosas para combater a poluição marítima

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Central de notícias
Central de notíciashttps://europeantimes.news
The European Times Notícias visa cobrir notícias importantes para aumentar a conscientização dos cidadãos em toda a Europa geográfica.

Numa tentativa de fortalecer a segurança marítima e a protecção ambiental, os negociadores da União Europeia fecharam um acordo informal para impor medidas rigorosas para combater a poluição causada por navios nos mares europeus. O acordo, abrangendo um conjunto de iniciativas para prevenir e penalizar diversas formas de poluição, significa um salto significativo no sentido da promoção de ambientes marítimos mais limpos e seguros.

O acordo estende a proibição de derramamentos de petróleo descarregados em navios para incluir esgoto, lixo e resíduos de lavadores. Esta expansão sublinha uma abordagem holística para lidar com as fontes de poluição e sublinha a necessidade de regulamentos rigorosos para proteger ecossistemas marinhos.

Para garantir uma monitorização e aplicação robustas, o acordo incorpora disposições para uma verificação reforçada dos incidentes de poluição. Os países da UE e a Comissão colaborarão para reforçar a comunicação sobre incidentes de poluição, partilhar melhores práticas e realizar ações de acompanhamento. Nomeadamente, o acordo exige a verificação digital de alertas de alta confiança do sistema de satélite CleanSeaNet, com o objectivo de verificar pelo menos 25% dos alertas emitidos pelas autoridades nacionais.

Uma faceta fundamental do acordo é a introdução de multas eficazes e dissuasivas para os navios que violem os regulamentos de poluição. Ao instituir sanções proporcionais à gravidade das infracções, o acordo visa dissuadir as descargas ilegais e incutir a responsabilização dos operadores de navios. Esta ênfase na aplicação sublinha o compromisso de respeitar as normas ambientais e de garantir um futuro marítimo sustentável.

A relatora do PE, Marian-Jean Marinescu, sublinhou a importância de medidas de aplicação robustas na salvaguarda dos ambientes marinhos. Enfatizou a necessidade de tecnologias avançadas, tais como monitorização por satélite e inspecções no local, para combater eficazmente as descargas ilegais. A dedicação a mares mais limpos, a uma maior responsabilização e a um futuro marítimo sustentável sublinha o esforço colectivo para salvaguardar os ecossistemas marinhos e promover práticas marítimas responsáveis.

Enquanto o acordo preliminar aguarda a aprovação do Conselho e do Parlamento, espera-se que os países da UE transponham as novas regras para a legislação nacional no prazo de 30 meses. Este calendário sublinha o compromisso de uma implementação rápida e sublinha a urgência de abordar a poluição marítima através de quadros regulamentares coordenados.

O acordo sobre a revisão da diretiva relativa à poluição por navios faz parte do pacote de segurança marítima introduzido pela Comissão em junho de 2023. Este pacote abrangente procura modernizar e reforçar a regulamentação marítima da UE em matéria de segurança e prevenção da poluição, refletindo uma abordagem proativa à enfrentar os desafios ambientais no setor marítimo.

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -