7.4 C
Bruxelas
Sábado, abril 20, 2024
ÁsiaEuropean Sikh Organization Condena o uso da força contra o protesto dos agricultores indianos

European Sikh Organization Condena o uso da força contra o protesto dos agricultores indianos

AVISO LEGAL: As informações e opiniões reproduzidas nos artigos são de responsabilidade de quem as expressa. Publicação em The European Times não significa automaticamente o endosso do ponto de vista, mas o direito de expressá-lo.

TRADUÇÕES DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Todos os artigos deste site são publicados em inglês. As versões traduzidas são feitas por meio de um processo automatizado conhecido como traduções neurais. Em caso de dúvida, consulte sempre o artigo original. Obrigado pela compreensão.

Juan Sanches Gil
Juan Sanches Gil
Juan Sanchez Gil - em The European Times Notícias - Principalmente nas linhas de trás. Reportando questões de ética corporativa, social e governamental na Europa e internacionalmente, com ênfase em direitos fundamentais. Dando voz também àqueles que não são ouvidos pela mídia em geral.

Bruxelas, 19 de fevereiro de 2024 - A European Sikh Organization emitiu uma forte condenação na sequência de relatos de uso excessivo de força pelas forças de segurança indianas contra agricultores que protestavam na Índia desde 13 de fevereiro de 2024. Os agricultores, que têm exigido a implementação de Preços Mínimos de Apoio (MSP) para as suas colheitas, uma reminiscência do generalizado A agitação dos agricultores indianos de 2020–2021 teria enfrentado repressões severas e violentas.

Numa situação angustiante, foi relatado que o uso de armas de chumbo pelas forças indianas resultou em ferimentos graves entre os manifestantes, com pelo menos três agricultores cegos. Este método de controlo de multidões, anteriormente visto nas regiões contenciosas de Caxemira, marca um uso preocupante de força letal contra civis que expressam a sua dissidência.

A European Sikh Organization, que representa a comunidade Sikh na Europa, tomou medidas rápidas, trazendo esta questão para a primeira linha do Parlamento Europeu. A organização planeia colaborar com deputados do Parlamento Europeu (MEP) para destacar a gravidade da situação e defender os direitos dos agricultores indianos no quadro mais amplo do compromisso da União Europeia com os direitos humanos.

Expressando solidariedade para com os agricultores, o European Sikh Organization enfatizou o forte contraste entre o tratamento dos protestos dos agricultores na Europa e na Índia. Na Europa, os direitos dos agricultores de protestar e defender os seus interesses são frequentemente enfrentados com diálogo e negociação, em vez de violência e repressão. Esta disparidade realça uma preocupação significativa sobre o tratamento dos agricultores indianos e a necessidade de atenção internacional para garantir que os seus direitos fundamentais sejam protegidos.

O apoio da comunidade agrícola da Bélgica aos seus homólogos indianos é uma prova da natureza global da questão, sublinhando o direito universal ao protesto pacífico e a importância da responsabilização do governo na resposta às queixas dos cidadãos.

À medida que a situação evolui, o European Sikh OrganizationOs esforços do país para trazer o escrutínio internacional ao uso da força contra os agricultores indianos são um passo crucial na defesa da justiça e dos direitos humanos. O apelo da organização à acção dentro da União Europeia representa um apelo mais amplo à solidariedade global com aqueles que lutam pelos seus meios de subsistência e direitos, contra o uso desproporcional da força e a repressão.

- Propaganda -

Mais do autor

- CONTEÚDO EXCLUSIVO -local_img
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -local_img
- Propaganda -

Deve ler

Artigos Mais Recentes

- Propaganda -